Guedes terá que explicar à Câmara pedido de flexibilização de normas ambientais

O ministro da Economia, Paulo Guedes, terá que explicar à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara pedido de flexibilização de normas ao Ministério do Meio Ambiente. O requerimento foi apresentado pelo deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) depois que um ofício da equipe econômica do governo solicitou mudanças em 14 regras ambientais.

“É um absurdo atrás do outro! Estamos vendo o resultado da política de destruição ambiental desse governo tanto na natureza quanto na economia. Mas Guedes acha pouco e quer continuar passando a boiada”, afirma o parlamentar.

A lista do Ministério da Economia inclui a concessão automática de licença ambiental se houver demora na análise, a revogação de regras que dificultam o desmatamento da Mata Atlântica, a extinção do Conselho Nacional do Meio Ambiente e a redução de exigências para a fabricação de agrotóxicos destinados à exportação.

“A economia e o meio ambiente precisam caminhar juntos, buscando o desenvolvimento sustentável. O que o Ministério da Economia propõe é um pacote antiambiental, que pode causar prejuízos irreversíveis ao nosso país”, destaca Elias Vaz. O requerimento de convocação foi transformado em convite e a data para Guedes dar explicações à Câmara já está marcada: dia 10 de novembro.