Elias denuncia escândalo das incorporações

O vereador Elias Vaz denunciou o escandaloso caso de concessões ilegais de incorporação de gratificação a “apadrinhados políticos”.  Elias revelou dois casos: do ex- Diretor de comunicação da AMOB e do Diretor do Zoológico de Goiânia. Na época em que eram diretores em cargo de comissão, ambos passaram em concurso público da Secretaria municipal de Saúde para o cargo de Assistente de Atividades Administrativas I, com salário de R$ 647. Poucos meses depois da posse, conseguiram incorporar gratificações.

O salário do ex-diretor da Amob o primeiro saltou de R$ 647 para R$ 5. 791,47. Jà o do diretor do Zoológico subiu para R$ 8. 409. Nenhum deles cumpriu, enquanto efetivo e concursado, o tempo exigido por lei para incorporar as gratificações.

Depois da denúncia, o prefeito enviou projeto de lei para a Câmara que regulamentou as concessões de gratificação aos servidores dentro das regras legais. “Mas ele deu um jeitinho de incluir emenda legitimando e regularizando os dois casos imorais e irregulares concedidos anteriormente aos dois diretores”, conta o vereador.

A justiça já havia mandado suspender as gratificações dos dois em resposta a uma ação popular proposta por Elias Vaz, mas teve que conceder recurso favorável a eles após a aprovação da emenda do prefeito. Para Elias, o benefício das incorporações é justo aos servidores efetivos que se dedicam à administração pública, mas foi mal utilizado para conceder vantagens a “apadrinhados políticos”. “O prefeito retroagiu na moralidade pública ao legalizar as concessões imorais desses diretores”, ressalta o vereador.