Deputado Elias Vaz revela: Carnaval do Bolsonaro custou R$1,7 milhão em plena pandemia

O deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) descobriu que a folia de Carnaval do presidente Jair Bolsonaro em São Francisco do Sul, no litoral de Santa Catarina custou aos cofres públicos R$1.790.003,92, somando hospedagem, alimentação e passagens aéreas da equipe.  “É uma vergonha! No Carnaval, o Brasil passava de 242 mil mortos por Covid e, enquanto isso, Bolsonaro torrava dinheiro público com lazer”, destaca o deputado.

O parlamentar já havia descoberto que as férias do presidente Bolsonaro em São Francisco do Sul (SC) e no Guarujá (SP), entre 18 de dezembro de 2020 e 5 de janeiro deste ano, custaram aos cofres públicos R$2.452.586,11. “De dezembro a fevereiro, o presidente gastou mais de R$4,2 milhões com viagens em um país arrasado pela pandemia e pela fome. Para pagar auxílio emergencial decente, o governo não tem dinheiro. Mas para farra tem”, salienta Elias Vaz.

Valores

O ofício n° 84/2021/SE/GSI/GSI/PR, assinado pelo Ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, estima o custo de U$ 189 mil, ou seja, R$1.013.418 com transporte aéreo do presidente e da comitiva dele. Já com as passagens aéreas e diárias do GSI o gasto total informado pelo Gabinete foi de R$74.520,26. Já o ofício n° 412/2021/SG/PR/SG/PR, da Secretaria Especial de Administração da Secretaria-Geral da Presidência da República, informa que a despesa com cartão corporativo das férias de Bolsonaro foi de R$702.065,66, incluindo diárias, transporte e até despesas com telefone.  As respostas atendem a requerimentos dos deputados Elias Vaz e Rubens Bueno (Cidadania – PR).